domingo, 5 de dezembro de 2010

V - Os Nogueira de Serrinha - Bahia

A Família de Luiz e Áurea.

     Foi no ano de 1915 que Luiz Nogueira concluiu a obra do que viria a ser um dos mais belos exemplares da arquitetura baiana, cujo padrão segue o modelo dos ricos e modernos sobrados litorâneos do início do século e que seria seguido até meados do séc. XIX . Edificação majestosa, elegante e altiva, erguida bem no coração da cidade, essa casa além de servir como "berço e abrigo" para a sua numerosa família, torna-se importante ponto de referência política, já que em suas dependências mais luxuosas se reuniam ou foram recepcionadas  importantes figuras locais e estaduais, principalmente no período em que o filho Rubem Nogueira ocupava uma cadeira na Câmara Federal. A foto abaixo foi feita em 1917 e na sacada principal encontra-se seu proprietário com irmão, filhos e correligionários. Ao lado do Sobrado se vê a casa de seu pai Antonio, na frente de paletó escuro, na qual se destaca o escudo decorativo com a inicial do nome de família.


   
Nesse Sobrado Aurea Hermínia e Luiz Osório criaram 11 filhos. Essa prole, constituindo cada um sua própria família, resulta nos seguintes frutos:

1.   Luiz Osório Rodrigues Nogueira Filho, (08/12/1905-09/09/1987). Casou-se com a prima Celina Ribeiro Nogueira, (25/04/1906-22/05/2004). Tiveram sete filhos:
Nilcéa, Luiz Neto, Licena, Marília, Leopoldo, Gilda e Saint-Clair.

2.   Renato Rodrigues Nogueira, (01/12/1906- 17/12/1975).Casado com Dirck de Vilalva Montenegro (19/05/1908-23/05/1998). Tiveram cinco filhos.
Renato R. N.Filho, Lícia, Adelson, José Milton e Luiz Mário.

3.   Maria de Lourdes Nogueira, (01/12/1908-14/08/1989). Casada com Hildo de Araujo Soares, o Bidinho,  falecido no ano de 1948, quatro meses após o casamento.

4.   Antonio Rodrigues Nogueira Neto, (14/04/1911-21/12/1997), casado com Filomena Ribeiro (25/08/1935)Tiveram quatro filhos.  
Wilma, Aretucia, Antonio R. N.Filho e Allan.

5.   Rubem Rodrigues Nogueira, (13/09/1093-25/01/2010)casado em primeiras núpcias com Adalgisa Peixoto Ferreira, com quem tiveram a Claudio. Em segundas núpcias com Gilka Felonni de Matos, teve aos filhos:
Rubem Jr., Maria Patrícia, Gilka Maria, Maria Clara, Maria Rosário e Paula.

6.   Mariá Ribeiro Nogueira, (03/09/1914-12/05/2004), casada com Gentil de Freitas Bacellar, tiveram a:
Magnólia, Aurea, Luiz e  Maria Luiza.

7.   Werner Rodrigues Nogueira, (27/07/1916-18/11/1997), casado com Isa Machado.Tiveram uma única filha: Marisa.

8.   Maria Luiza Ribeiro Nogueira, (06/11/1917-29/07/1990), casada com Fernando de Pinho Pedreira da Silva (08/03/1906-18/07/1990). Tiveram a:
Zulmira e Lucia

9.   Moacyr José Rodrigues Nogueira, (20/06/1919-23/03/1994), casado com Vera Lúcia Costa (23/06/1935). Tiveram a: 
Werner Sº, José Reginaldo e Moacyr Filho

10.  José Moacyr Rodrigues Nogueira, (09/12/1921-14/03/2002), casou-se com Maria Ondina Subtil Marçal (29/07/1926) Tiveram a:
Marcos Antonio e Aurea Cândida

Com Doralice Almeida de Araujo, (19/04/1934), José teria ainda os seguintes filhos:
Tâmara, Bárbara, Magda, Roberto e José Moacyr Jr.

11.  Margarida Ribeiro Nogueira, (26/05/1927-  /  /    ), casada com o Dr. José Mota da Silva, (18/12/1919-  /09/2000). Tiveram a:
Ana, José Filho, Betânia e Solange

     Agora sim, os dias de Luiz Nogueira passam a ser dedicados inteiramente às suas propriedades, para as quais viajava com bastante freqüência, pois amava de verdade aquela região.
     É tempo da chegada cada vez mais freqüente dos netos que vão transformando o seu Sobrado no ponto de referência mais importante de sua família. O ano de 1953 lhe mostra de modo definitivo o quanto cresceu a sua prole e de Aúrea Hermínia quando festejam sua tão esperada Bodas de Ouro.
    Por mais que se esforçasse o quase sempre sisudo Luiz Nogueira, não conseguia disfarçar um imperceptível sorriso de felicidade.

                   Da esq. p/dir. em pé:Rubem, Mariá, Renato, José, Moacyr, Antonio, Werner, Maria Luiza e Luiz Fº
                                                    Margarida, Áurea Hermínia, Luiz Nogueira e Maria de Lourdes 


Luiz e Aúrea com todos os filhos e netos.

     Voltando à rotina de suas ocupações, os anos passam lentamente, até que num triste dia 1º de novembro de 1959 a perda de Aurea lhe produz, a maior dor sentida em toda a sua vida. A idade avançada e a saúde debilitada, promovem sua saída definitiva da terra natal. Em busca de um  clima mais ameno, como forma de tratamento, vai para Dias D’Avila.
     Ao se agravar seu estado de saúde, é trazido para a Cidade do Salvador, onde internado no Hospital Espanhol, dá o derradeiro suspiro aos 4 de setembro de 1968, mesmo dia em que completava os seus 86 anos de existência.




O Sobrado de Luiz e Áurea - Berço e Abrigo

5 comentários:

  1. Olá! Sou Nogueira e meus familiares Nogueiras vieram de Teofilo Otoni/MG, mas especificamente de Topázio (uma fazenda bem próximo que hoje já deve ser cidade). Como você retratou Nogueiras da Bahia, acho que tem grande chance de meus familiares terem vindo da Bahia. Sabe de algum desses bahianos que vieram para Minas (próximo a Teófilo Otoni). Acho que meu bisavô se chamava Manoel Nogueira Cabral. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel.
      Sinto não poder responder sua questão. Em verdade a família Nogueira de que trato em nosso blog, tem origem justamente nos Antonio Rodrigues Nogueira que foram, respectivamente meu trisavô e bisavô. Não consta na pesquisa que fiz de algum Nogueira Cabral. Estou certo de que se trata de outro ramo dos de Nogueira, já que esse patronímio é relativamente comum em Portugal.
      Sinto muito mesmo.

      Excluir
    2. Obrigado Marcos. Que pena.

      De qualquer forma, apenas para corrir a informação, na verdade meu bisavô foi Clemente Nogueira Cabral e seu pai Manoel Coimbra Cabral. Não sei se isso muda muita coisa, mas de qualquer forma, muito obrigado pelas informações.

      Excluir
  2. Eu amo minha cidade e sou adoro história. Obrigado, Marcos, por nos proporcionar esse prazer de conhecer um pouco de nossa história!

    ResponderExcluir
  3. Nao sou filho de serrinha mais amo essa terra aq eu ja moro a 15 anos

    ResponderExcluir